Fotos em alta resolução da Glock G25 e munição CBC .380 Auto Gold +P

Segue uma galeria de fotos de uma Glock G25 que eu encontrei na Internet, calibre .380 Auto. As imagens estão em alta resolução e podem ser utilizadas como papel de parede (wallpaper) do seu desktop. A munição da foto é a CBC .380 Auto +P, ponta oca. o +P quer dizer que ela tem uma carga maior de pólvora, e por consequência, o projétil sai com maior velocidade e tem um maior poder de parada (stopping power) que a munição convencional.

Podem baixar e distribuir a vontade.

5 Comments

Valter Da Silvajulho 20th, 2013 at 3:49 PM

Melhor comprar uma pistola ou revolver de outro calibre, este calibre nao tem muita força e em muitos casos nao tem poder de parada.

Gustavo Nóbregajulho 21st, 2013 at 6:25 PM

Depende da situação e de sua intenção. O poder de parada de uma .380 acp com munição Gold+p é semelhante a de um calibre 38.

marcelooutubro 10th, 2013 at 12:27 PM

Sou PM do Rio de janeiro e tenho péssimas referências do calibre .380 através de amigos da corporação que a adquiriram nos anos 90.
Muitos amigos, entusiasmados pela quantidade de tiros de alguns modelos, compraram sem ter noção de poder de parada (que é algo essencial para o trabalho de polícia, seja fardado ou paisano).
Um amigo meu de serviço na favela do Jacarezinho rendeu um elemento em cima de uma laje e ao perceber que o mesmo ia se evadir deu uma “saraivada” de tiros com a .380. O cara pulou da laje, bateu no chão, levantou e saiu correndo! Depois meu amigo ficou sabendo que o cara tinha sido baleado 3 vezes!
Outro, reagindo à um assalto em ônibus, disparou no vagabundo e a munição não atravessou o cinto do cara!
Outro perseguindo um assaltante armado quase que descarregou o pente inteiro nas costas do cara e foram achá-lo 3 quarteirões depois sentado, encostado numa parede, mas vivinho!
Por isso na época não me arrisquei e preferi manter meu velho “tresoitão” que eu chamo de KATIE MAHONEY, sendo usando munição expansiva +P. Até hoje ninguém reclamou.

Gustavo Nóbregaoutubro 26th, 2013 at 8:23 PM

Olá Marcelo, obrigado por compartilhar estas histórias conosco. Realmente o poder de parada do calibre .380acp não é alto, por isso na última década a polícia mudou o calibre das pistolas para .40sw, que é muito mais efetivo. Katie Mahoney, a dama-de-ferro, faz tempo que assisti essa séria, muito boa! Abraços!

Sergiomarço 24th, 2014 at 11:19 AM

Já atendi incontáveis locais de confronto armado, com diversos calibres e diferentes tipos de resultado.
Balística não é uma ciência exata e o corpo humano tem pontos vitais e outros nem tanto no que diz respeito a ferimentos por arma de fogo.
Quem nunca ouviu relato de um 22 causar morte quase que imediata ?
Uma 380 +P colocada na cabeça, pode ser letal chegando a explodir o crânio e expor massa encefálica ou simplesmente causar uma internação e recuperação em pouco tempo, tudo depende de como encontrou o alvo.
Tiros com ou muita roupa, tipo de ponta, parte mole, osso, órgão vital….as variáveis são muitas, é lógico que um projétil grande faz mais estrago, porém com um ” double tap ” de 380 Gold também irá incapacitar o agressor, mas de novo, depende de uma série de variáveis.
Quantas vidas não foram ceifadas pelo 380 ACP e quantos não deram graças por terem sido alvejados por um calibre deste porte e não por um 45 ACP ?
Calibre ajuda mas não é determinante, certamente não devemos desprezar o 380 ACP como uma opção de defesa pessoal, mas devemos ressaltar que emprego tático, profissional é completamente diferente, onde a ultilização de uma Taurus TCP 738 seria uma excelente opção de “back up”.
Defesa pessoal geralmente implica em curta distância e fator surpresa, treinamento e uma ponta adequada ajudam e muito.

Leave a comment

Your comment

*